O próximo processo seletivo para ingresso nos cursos de Graduação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) passará por mudanças. Com a autorização do Conselho Universitário, a Universidade passa a destinar 30% de suas vagas para um vestibular, realizado em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O pró-reitor de Graduação, João Alfredo Braida, explica que a ação caracteriza uma opção que fomenta o ingresso de alunos da região. “Essa será uma edição teste e, conforme o resultado, estenderemos para os próximos anos. O processo de vestibular regionalizado favorece a participação de estudantes das regiões onde os campi estão instalados, ao mesmo tempo que propicia a participação de quem não fez a inscrição para a prova do Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] ou não realizou a prova por algum motivo. Com essa iniciativa, vamos tentar melhorar o índice de ocupação das vagas nos cursos da UFFS”, comenta.

Com o vestibular unificado, a UFFS utilizará parte da estrutura para realização de vestibular que a UFSC já possui. O que muda é que agora o candidato poderá optar por um curso na UFFS ou um curso na UFSC, realizando a mesma prova. Também haverá aplicação em todos os campi da UFFS, nos três estados. O edital com detalhes do vestibular está previsto para ser publicado no final do mês de agosto e as provas serão no início de dezembro.

A UFFS aplicará proporcionalmente o sistema de cotas já instituído na Universidade.

A UFFS continua tendo o SiSU como sua principal forma de ingresso, destinando 70% das vagas à seleção via Sistema, que utiliza a nota do Enem.

 

Assessoria de comunicação. Foto de capa: Ariel Tavares/UFFS.