A palmense, Aline Miranda Strapasson, conclui no último dia 07 o programa de Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), na área de Atividade Física Adaptada. A tese recebeu o título Iniciação ao Para-Badminton: proposta de atividades baseada no programa de ensino Shuttle Time. O trabalho é resultado de 19 anos de dedicação à inclusão, integração e interação social através do esporte.

07-07-16_defesa (29)
  • Compartilhe no Facebook

Drª Aline com orientador, Dr Edison Duarte e professores Valber Nazareth, Keiko Ono Fonseca, José Júlio Gavião de Almeida, Edison Duarte e Sérgio Stucchi.

Em seu memorial descritivo, a doutora destacou que o trabalho é resultado de uma trajetória iniciado ainda no terceiro ano da graduação em educação física pela Instituição de Ensino em Palmas[Fafi/Facepal], quando então teve contato com o campo da educação especial através da Escola Especial Sinhara Vianna(APAE), onde em 1999 passou a atuar como professora e treinadora de atletismo e basquete para os alunos da instituição.

A sequência da formação acadêmica ocorreu com o Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica(PUC/PR) com a  dissertação “O ensino da Educação Física Adaptada para pessoas com Paralisia Cerebral Espástica na prevenção de contraturas e deformidades”.  Após desenvolver atividades como professora em Instituições de Ensino Superior do Paraná e Goiás, ingressou no programa de Mestrado em Educação Física pela Unicamp, tendo concluído e apresentado a dissertação trabalho “Proposta de Ensino de Polybat[jogo de tênis de mesa sem a rede] para Pessoas com Paralisia Cerebral” em 2005.

Após curso de graduação, dois cursos de especialização e dois cursos de mestrado, em 2012, teve seu projeto de pesquisa aprovado para o Programa de Doutorado na Instituição de Campinas(SP). Para a elaboração  da tese incluiu estudos e pesquisas na Espanha, França e Inglaterra.

07-07-16_defesa (34)
  • Compartilhe no Facebook

Os pais acompanharam a defesa da tese em Campinas(SP)

Nesta sexta-feira(15) Drª Aline Miranda Strapasson, manifestou a esta redação que a conclusão do doutorado é motivo de orgulho e consolidação de uma vida dedicada à Educação Física e aos esportes adaptados para pessoas com deficiência. “Sempre fui muito estudiosa e apaixonada pela minha profissão e, a maior motivação é dar o melhor de mim e poder proporcionar alegria e esperança aos meus alunos e atletas com deficiência”, disse ela.

Avaliou que um título de Doutor engrandece, mas tem muito mais valor quando o profissional faz a diferença na vida de alguém. “ Graças ao exemplo que sempre tive em casa, através dos meus pais e da minha família, eu faço a diferença e isso não tem preço!”, finalizou.