Um problema recorrente em várias cidades, a falta de vagas em creches está sendo o debatido em Chopinzinho, sudoeste do Paraná. Depois de reclamações contínuas de alguns pais, o Ministério Público vai acompanhar novos relatos sobre essa situação nos próximos 60 dias. O objetivo é conversar com a Administração Municipal e solucionar o problema.

O município conta com cinco Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI`s) e atende aproximadamente 550 crianças por dia, mesmo assim tem gente na lista de espera por uma vaga.

Promotor de Justiça Willian Rafael Scholz / Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Promotor de Justiça Willian Rafael Scholz / Foto: Francione Pruch

A procura do MP para reclamações teve um acréscimo nas últimas semanas. Devido à situação o Promotor vai atender a população que passa por esta problemática. “Vamos fazer um diagnóstico de qual é a demanda do município, por isso precisamos que os pais venham à promotoria, deixem seus nomes e dos filhos, junto à documentação para que no máximo dois meses possamos levantar a demanda, especialmente em creches”. Os atendimentos serão organizados todas as terças-feiras, a partir das 13 horas, no Fórum de Chopinzinho.

“O Ministério público vai tentar essa conversa com a administração municipal para que de forma consensual possamos sanar o problema num curto espaço de tempo, se não possível vamos ajuizar uma ação judicial para resolver à problemática”. Salienta o Promotor Scholz.

Segundo a nova Secretária Municipal de Educação Roseli Lorenzi, “realmente na faixa etária de seis meses a três anos tem uma falta de vagas. Quatro e cinco anos atendemos cem por cento das crianças, é obrigação do município”.

Uma das saídas para sanar o problema de vagas é a conclusão do Proinfância, “com a construção do novo Proinfância que já iniciou, dentro de um ano e meio vamos conseguir atender essa população que está na lista de espera”. Salienta Roseli.

O Proinfância (Centro Municipal de Educação Infantil) está sendo construída próxima a Escola Municipal Coronel Santiago Dantas. A nova estrutura terá 1.510 m² e a projeção é atender 188 crianças no tempo integral.