O Ministério da Educação instituiu o Programa para Desenvolvimento em Energias Renováveis e Eficiência Energética na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Programa EnergIF.

Portaria assinada pelo ministro Milton Ribeiro, pontua que o programa tem como diretriz o impulsionamento da ampliação de infraestrutura para laboratórios e aquisição de usinas para geração de energia renovável, buscando maior eficiência no uso da energia. Além disso, o programa contemplará a formação profissional tecnológica em energias renováveis e eficiência energética, para ampliar a geração de empregos, preferencialmente com mão de obra local.

O Programa EnergIF deverá estimular pesquisa, desenvolvimento, inovação e empreendedorismo em energias renováveis e eficiência energética, no intuito de reduzir a pressão sobre recursos naturais, difundindo a implementação de iniciativas de eficiência de energia e promovendo parcerias para disseminar informações sobre iniciativas em energias renováveis.

A iniciativa é voltada às instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que inclui o Instituto Federal do Paraná (IFPR). O EnergIF abrangerá as áreas de energia eólica; energia solar fotovoltaica; eficiência energética na indústria e nas edificações; biogás e biometano; biocombustíveis; e hidrogênio renovável e mobilidade elétrica. A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação deverá publicar nota sobre sobre as modalidades de ensino, os tipos de curso para as áreas e como essas qualificações serão ofertadas.