O Campus Palmas do Instituto Federal do Paraná (IFPR) abriu edital de seleção para o seu primeiro curso de pós-graduação – Especialização Lato Sensu em Linguagens Híbridas e Educação. Estão sendo ofertadas 30 vagas para profissionais de Letras, Pedagogia, Artes Visuais e áreas afins. Com duração de um ano e meio, a previsão é que as aulas tenham inicio no mês de outubro.

Para o diretor-geral do Campus, professor Luciano Martignoni, desde a implantação do Instituto, em 2010, com a federalização do Unics (Centro Universitário Católico do Sudoeste do Paraná), buscou-se a consolidação da instituição, por meio da continuidade da oferta do ensino superior e técnico e da expansão da pesquisa e extensão, concretizando-se nesse momento, com a pós-graduação.

Pontua que é o primeiro passo do Instituto na área, já com perspectivas para o inicio de projetos para, futuramente, a oferta de pós-graduação em nível de mestrado (Stricto Sensu). “Nós colocamos o mestrado como perspectiva e vamos trabalhar para a consolidação disso”, aponta.

Ressalta ainda a qualidade da Especialização desenvolvida por docentes do Campus Palmas, sendo considerada pelo Conselho Superior (Consup) do IFPR uma “proposta de pós-graduação inovadora”.  Ouça:

Foto:Reprodução/Facebook
  • Compartilhe no Facebook

Foto:Reprodução/Facebook

De acordo com o coordenador do curso, professor Dr. Jacob Biziak, o público alvo são os egressos de licenciaturas, mas qualquer profissional da área educacional poderá candidatar-se à uma das 30 vagas em oferta. Dessas, 17 serão destinadas à ampla concorrência, enquanto que as demais serão reservadas para professores da rede pública, negros, indígenas e deficientes físicos. “Essas cotas vão além da Lei. É necessário para o curso, que tem como foco o hibridismo, a presença de profissionais que atuem na rede pública, na rede particular, que venham de diferentes realidades sociais, para que o híbrido esteja contido não só no título, mas também na sala de aula”, explica.

O período de inscrições inicia no próximo dia 01º de setembro, estendendo-se até o dia 14. O coordenador salienta a necessidade da apresentação de toda a documentação exigida pelo edital, sob pena de eliminação do processo. (Acesse o edital aqui)

A seleção ocorrerá através de prova escrita, elaborada a partir de referências bibliográficas constantes no edital, que será aplicada no dia 23 de setembro, às 14h. A previsão é que o resultado final seja divulgado no dia 29 de setembro.

Sobre as aulas, Biziak explica que serão realizadas quinzenalmente, sextas-feiras à noite e sábados pela manhã e tarde, num total de 360 horas – duração de um ano e meio. Ouça: