A unidade do Instituto Federal do Paraná – IFPR, em Coronel Vivida, passou de uma extensão para câmpus avançado após o apoio da Administração Municipal. A oficialização ocorreu na noite da quinta-feira (27), fazendo parte das comemorações de aniversário do município. Atualmente a instituição possui 310 alunos matriculados em diversos cursos profissionalizantes e agora poderá ampliar sua área de atuação, inclusive com curso de ensino médio integrado já para 2015.

As mudanças serão significativas no câmpus a partir da mudança. Antônio Ferreira, diretor do IFPR Coronel Vivida, explicou que a unidade passa a fazer parte da matriz orçamentária do Ministério do Planejamento para manutenção e criação e ampliação de estruturas. Ele lembrou também que “Agora, passamos a ter um corpo docente de 20 professores e 6 assistentes administrativos e podemos lotar professores aqui, já que os que atuaram aqui, eram lotados em outras cidades”. Ferreira ainda acrescentou que esses passos devem continuar gradativamente até que se alcance o câmpus independente”.

Estiveram presentes na solenidade, alunos e professore do IFPR, vereadores Lisete Engelman e Celso Roque Bonassi, diretores de departamentos da Administração Municipal e demais servidores. Bonassi, destacou o dia 27 de novembro como um dia histórico para a Educação do município. “Coronel Vivida tem avançado muito nos últimos anos, hoje especificamente falamos do sistema educacional, quando tivemos a ordem de serviço para duas escolas e logo após essa oficialização do câmpus avançado do nosso IFPR”. O vereador disse ainda que acompanhou o empenho do prefeito Frank Schiavini para essas conquistas anunciadas e reiterou que “Isso não beneficia só os vividenses, pois como se pode ver aqui, estudantes de outros municípios estão vindo pra cá estudar”.

O prefeito Frank Schiavini comentou que essa transformação de extensão para avançado, dá a garantia da permanência do IFPR em Coronel Vivida. “Corria-se o risco, por alguns motivos, da transferência dessa unidade para outro local ou de se perder recursos e estruturas para essa prestação de serviço”. Ele ressaltou que o esforço para se alcançar esse objetivo é uma resposta da Administração Municipal a necessidade que a população já demonstrou, que é da oportunidade de formação e capacitação. “É um grande caminho que avançamos nessas 3 últimas gestões municipais para alcançar o câmpus independente futuramente e ter cursos de nível superior, de qualidade e gratuito pelo IFPR”.