A rede municipal de educação de Palmas avançou, mas ficou abaixo da meta do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) em 2019. Os dados do último ano foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

O Ideb foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados do fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as redes estaduais e federais de educação, e a Prova Brasil – para os municípios.

Em 2017, a meta de 5,0 foi alcançada pela rede municipal. Para 2019, o município deveria atingir 5,3, porém, o índice ficou em 5,1. De nove escolas, duas atingiram ou superaram suas metas individuais. As escolas Oscar Rocker e São Sebastião não obtiveram número de participantes suficientes para a avaliação, não sendo consideradas para o cálculo da média municipal.

  • Compartilhe no Facebook

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos. O índice é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.

As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para escolas e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os estados e o País, realizados a cada dois anos. As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.