A Faculdade Unilagos obteve o recredenciamento para continuidade de seus cursos de nível superior ofertados em Mangueirinha, sudoeste do Paraná. A avaliação ocorreu no final do mês de março quando da visita da equipe designada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – INEP, do Ministério da Educação. Ligada a Fundação de Ensino Superior-Fesman, a instituição está em atividades desde o ano de 2003.

Durante três dias os Doutores, Josel Machado Correa, Eduardo Guerini e Jorge Abel Flores, avaliaram as características da instituição em vários aspectos, como administração; políticas e programas de incentivos; organização didático-pedagógica; corpo discente e docente em sua respectiva formação acadêmica e profissional; e condições de trabalho. Também verificaram minuciosamente aspectos funcionais da Instituição como instalações gerais, espaço físico, biblioteca, dentre outras condições materiais.

Em relatório preliminar destacaram que a Instituição da Fundação de Ensino Superior de Mangueirinha – Fesman está em acordo com os padrões de qualidade expressos e exigidos nos instrumentos utilizados pelo MEC para as avaliações. Destacaram que o procedimento se orientou por uma visão multidimensional, buscando integrar sua natureza formativa e de regulação numa perspectiva de globalidade.

Para a Diretora Geral da Unilagos, Marlene Graminho, o recredenciamento representa o resultado das forças articuladas pela Instituição, a qual tem um papel importante nos cenários municipal e regional, oportunizando amplo acesso ao ensino superior de qualidade, servindo de importante instrumento de suporte para o desenvolvimento regional.

O Diretor Administrativo da Instituição, Rafael Barboza, considerou que o recredenciamento significa a continuidade da oferta dos Cursos de Graduação, pós-graduação, bem como de atividades de extensão de ampla inserção social.  “Não há nenhum impedimento para  funcionamento e  sequência das nossas ações em favor de toda a região, atingindo assim os objetivos e missão de nossa IES”, reforçou

A estudante indígena Kaingang do curso Administração, Andressa Luiz, disse que participar do processo de avaliação pelo Ministério da Educação foi de suma importância, pois a Unilagos oportuniza ao aluno cursos superiores de qualidade e com perspectivas de futuro. “Isso nos deixa seguros da continuidade e garantias para nossa vida acadêmica e profissional”, salientou.

O estudante, Fabio Moreira, manifestou satisfação em cursar Pedagogia na Unilagos, principalmente após a avaliação satisfatória pelo Ministério da Educação. “A qualidade e a experiência do corpo docente faz toda a diferença em nosso processo de formação”, creditou o acadêmico.Clique e acesse ao site da instituição