A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Câmpus Francisco Beltrão, reiterou a qualidade da educação prestada em seus cursos através da avaliação do Ministério da Educação (MEC). A graduação de Engenharia de Alimentos recebeu o conceito 5, nota máxima atribuída a um curso de Graduação. Os avaliadores do MEC estiveram no Câmpus na última semana e o resultado foi divulgado na sexta-feira (12).

O conceito de Curso de Excelência, foi recebido com grande alegria pelos servidores e estudantes da Instituição. Este é o resultado do comprometimento da Instituição em ofertar um curso de referência para a região sudoeste e para o Estado do Paraná.

De acordo com o diretor-geral do Câmpus, Alexandre da Trindade Alfaro, “esta nota representa a qualidade da UTFPR. Receber conceito máximo do MEC num curso de graduação nos deixa extremamente gratos a todos os discentes e docentes do curso, técnicos administrativos e terceirizados que juntos fazem da UTFPR Câmpus Francisco Beltrão um lugar de excelência. Estamos imensamente felizes em saber que o trabalho aqui desenvolvido tem obtido resultados tão significativos para a formação dos nossos estudantes.”.

Para gerar a nota com o conceito do curso, os avaliadores designados pelo MEC levaram em consideração três dimensões: Organização didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura. Na organização didático-pedagógica os avaliadores destacaram o número significativo de projetos, tanto de ensino quanto de pesquisa e de extensão vinculados ao curso, ressaltaram a forte integração com a comunidade regional, com diversas atividades realizadas em parceria com a comunidade (Colégio Agrícola, produtores rurais, associações e instituições). Além disso, observaram que há boa receptividade das empresas da região (em relação a estágios e possibilidade de empregos) para os estudantes da UTFPR – Câmpus Francisco Beltrão, evidenciando que o perfil do egresso está também voltado para as novas demandas apresentadas pelo mercado do trabalho. Os programas de Mobilidade Estudantil Internacional e Dupla Diplomação também foram considerados como um fator relevante. Outro diferencial destacado foi o apoio psicopedagógico aos discentes.

Na dimensão corpo docente, os avaliadores elogiaram aspectos como a experiência profissional e a formação dos docentes, que é constituído de 80% de doutores, e permite fomentar o raciocínio crítico com base nos conteúdos da matriz curricular e bibliografia atualizada, abordar a sua relevância para exercício da profissão de engenheiro.

Em relação ao quesito infraestrutura, os avaliadores enalteceram a estrutura física do Câmpus especialmente os laboratórios específicos do curso, diferencial este que contribui para a excelência do curso. Cabe enfatizar que a motivação dos alunos pelo curso foi muito elogiada pelos avaliadores.

Sobre o curso

O curso de Engenharia de Alimentos tem duração de 10 semestres. Está inserido no contexto regional, nacional e internacional, como uma opção de qualificação profissional, os quais tem agregado conhecimentos ao campo da produção, armazenamento, distribuição e comercialização dos produtos. O curso atende à demanda regional de profissionais habilitados, qualificados e capacitados a atuar no setor alimentício. O Engenheiro de Alimentos é um profissional extremamente versátil e imprescindível em muitos segmentos industriais, com atuação nas mais diferentes áreas, tais como: carnes, laticínios, frutas e hortaliças, grãos e cereais, bebidas, óleos e gorduras, entre outros.

O ingresso no curso de Engenharia de Alimentos da UTFPR é realizado por meio do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), do governo federal, que utiliza como critério as notas do Enem. A seleção é feita duas vezes ao ano, normalmente, nos meses de janeiro e junho.