Os Professores e Técnicos Administrativos em Educação(TAEs) do IFPR, Campus Palmas, decidiram permanecer em greve. A decisão foi tomada durante assembleia local na tarde de ontem acompanhando a mobilização nacional que aguarda resposta às reivindicações pelo governo federal.

Conforme a coordenação do movimento em Palmas, como o prazo de negociação foi estendido será mantida a paralisação, que já dura 56 dias entre os docentes e aproximadamente três meses pelos técnicos administrativos.

Comando Nacional de Greve orientou que nesta quarta-feira(23) sejam realizadas ações em todos os estados contra o pacote de cortes do governo federal, que reduz investimentos em áreas sociais, aumenta impostos e impõe aos servidores públicos federais um arrocho salarial ainda maior. A previsão é de que uma nova reunião com o governo ocorra na quinta-feira, 24.

Os servidores reivindicam uma reposição de 27% em seus salários, no entanto, o percentual que o Governo Federal ofereceu, até agora, está bem abaixo da expectativa. Segundo educadores federais, os cortes de recursos destinados ao Ministério da Educação (MEC) já ultrapassam R$ 12 bilhões na execução orçamentária deste ano.