Os repasses financeiros constitucionais do governo federal ao município de Palmas, sul do Paraná, apresentaram um acréscimo de aproximadamente 16% entre janeiro e setembro deste ano em comparação com igual período do ano passado. O percentual representa aproximadamente R$ 3,6 milhões a mais nos cofres da prefeitura. De acordo com o Portal da Transparência somando-se todas as contas (FPM, ITR, CIDE, FEX, FUNDEB) o volume chega aos R$ 26,6 milhões contra os contra pouco mais de R$ 23 milhões no ano passado. A maior fonte é o FPM (Fundo de Participação dos Municípios) que foi responsável por mais de 14 milhões de reais neste ano. Outro volume considerável é do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica, que garantiu ao município entre janeiro e setembro, R$ 12,4 milhões.

CONTAS DO PARANÁ

Já a Secretaria da Fazenda do Paraná transferiu ao município de janeiro a setembro, R$ 9,8 milhões. A maior conta, o ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, garantiu um repasse líquido de R$ 8.8 milhões. O FUNDEB mais R$ 1,7 milhões e o IPVA – Imposto de Propriedade de Veículos Automotores outros R$ 2,6 milhões. Entre repasses federais e estaduais a soma ao município no referido período totaliza R$ 36,4 milhões.

RECURSOS DA SAÚDE

O Ministério da Saúde repassou no período de janeiro a outubro, até o dia 19, um valor superior a R$ 5,2 milhões ao município de Palmas. Do total, R$ 1,8 milhões refere-se a Atenção Básica; R$ 3,1 milhões para serem aplicados na Média e Alta Complexidade.  O valor destinado a Assistência Farmacêutica alcançou R$ 166 mil e a Vigilância em Saúde outros R$ 125 mil reais.