Medicamentos e gás ficarão mais caros  para os consumidores a partir de 1º de abril. A alta nos remédios será de 5,90%. Já o aumento para o botijão representará pelo menos mais  R$ 4,00 no Paraná.

Os medicamentos com preço controlado devem ter um reajuste médio entre 5,40% e 5,90%, a partir do dia 31 de março. A previsão é que o percentual oficial seja divulgado pelo governo em 31 de março. O aumento servirá para adequação do mercado farmacêutico

Já o reajuste do gás  acompanha  aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação e Mercadorias e Serviços (ICMS), que passará de 12% para 18%. Para a indústria e condomínios, o aumento oscilará entre 7% e 11%.

Além do aumento para aquisição do gás de cozinha a alteração no imposto poderá representar também altas de preços nos restaurantes, lanchonetes e padarias, por conta do repasse do custo de produção aos  consumidores.