O município de Palmas, sul Paraná, pretende aproveitar suas condições ambientais para ampliar a produção de trutas, peixe condições climáticas especiais. Atualmente, já são produzidas anualmente 10 toneladas da espécie na estrutura que utiliza as águas do Rio Chopim, na localidade da Pastamec, há 35 quilômetros do centro da cidade. A proposta é introduzir novos produtores na atividade.

Surgida de um grupo de agricultores e técnicos, estará  sendo apresentada na Câmara de Vereadores, no dia 21 de Setembro, às 13h30. Na ocasião o pesquisador em aquicultura, Dr. Claudio Kinach Loureiro, falará  de condições climáticas, volume e temperatura de água, essenciais para garantir produção de trutas em Palmas.

Será o  segundo encontro para tratar do projeto. Recentemente, foram discutidas com Executivo municipal  uma série de alternativas para ampliar a produção, armazenamento e venda de trutas. No encontro os produtores pediram apoio e auxílio da inspeção municipal para reativar o frigorífico, que tem capacidade de abater até 20 toneladas do peixe por ano. Também solicitaram apoio  para melhoraria das estradas de acesso ao pesque-pague da Pastamec.

Na ocasião Dr Claudio Loureiro, destacou que a produção de truta é uma atividade que bem gerida, consegue tirar até 100% do valor investido com o retorno. Antecipou que Palmas detém os  principais fatores necessários à atividade que são água de boa qualidade e em quantidade. Avaliou que é  possível expandir a produção do peixe, com investimento modesto.