As trabalhadoras da microrregião de Palmas, composta pelos municípios de Palmas, Coronel Domingos Soares, Clevelândia, Honório Serpa e Mangueirinha, no Sul e Sudoeste do Paraná, ganham, em média, quase 20% menos que os homens. As informações são do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A média salarial delas é de R$ 1.503,81, enquanto que a deles é de R$ 1.872,99. A maior diferença salarial é encontrada em Honório Serpa, onde a diferença chega a 30%. No município, a média de salário dos homens é de R$ 2.062,67, contra R$ 1.438,56 das mulheres.

Em Mangueirinha, o salário delas é 25% menor – R$ 1.435,34 para elas e R$ 1.935,58, em média, para eles. No município de Palmas a diferença se aproxima dos 19%, onde as trabalhadoras recebem R$ 1.570,70 ao mês, e os homens, R$ 1.937,47.

No mercado de trabalho de Clevelândia, a média salarial das mulheres é de R$ 1.548,45, enquanto que a dos homens é de R$ 1.764,79 – 12,3% a menos para elas. Coronel Domingos Soares é o que apresenta a menor diferença salarial, 9,39%, com salários médios de R$ 1.664,43 para os trabalhadores do sexo masculino e R$ 1.508,01 para as do sexo feminino.

A diferença salarial da microrregião é maior que a registrada em níveis nacional e estadual. Segundo o MTE, a média salarial de todos os trabalhadores formais do sexo masculino do país, é de R$ 2.863,55, enquanto que a das mulheres é de R$ 2.388,98 (-16,5%). O Paraná registra, praticamente, o mesmo percentual nacional, com salários de R$ 2.292,83 para elas e R$ 2.750,78 para eles.