O pagamento do 13º salário representará o acréscimo de R$ 23,3 milhões na economia de Palmas neste final de ano. Segundo estimativa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgada nesta quinta-feira (07), cerca de 10,8 mil trabalhadores palmenses com carteira assinada receberão o salário extra.

O montante a ser pago neste ano é 2% maior que o estimado em 2018, quando o 13º dos palmenses somou R$ 22,8 milhões. Conforme o Dieese, neste ano cada trabalhador receberá, em média, R$ 2.156,00.

Para o cálculo do impacto do 13º nas economias dos 40 maiores municípios do Paraná, o Dieese leva em conta dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ambos do Ministério da Economia. No caso da Rais, o Dieese considerou todos os assalariados com carteira assinada, empregados no mercado formal, nos setores público (celetistas ou estatutários) e privado, que trabalhavam em dezembro de 2018 acrescido do saldo do Caged até setembro de 2019.

Segundo o Dieese, no estudo não são considerados os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho, que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, nem os valores envolvidos nesses abonos, uma vez que esses dados são de difícil mensuração.