Oito estudantes de quatro cursos superiores e dois professores do Campus Palmas do IFPR, retornaram da viagem ao Estado do Tocantins, onde participaram, durante 17 dias, do Projeto Rondon, maior iniciativa de extensão universitária do pais. A jornada da  iniciou ainda em 19 de janeiro. A equipe do IFPR trabalhou com acadêmicos e professores da Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP, no município de Novo Acordo.

Com participação massiva da população, os estudantes puderam apresentar oficinas e palestras, além de realizarem treinamentos teórico-práticos. Durante os primeiros cinco dias no município de Novo Acordo foram realizadas atividades na zona urbana do município de cerca de 3800 habitantes. A segunda semana foi marcada por atividades no Assentamento Primogênito.

Atividades semelhantes as realizadas na sede do município foram replicadas na área rural, acrescidas de atividades de cunho ambiental e de desenvolvimento rural, como a construção de uma unidade demonstrativa de carneiro hidráulico. A equipe teve oportunidade de conhecer realidades locais, hábitos e costumes, como a reunião para produção de farinha de mandioca, muito apreciada na região.

A motivação agora é para que os estudantes se inscrevam para o processo seletivo para a Operação Rondônia Cinquentenário, uma Operação que marcará os cinquenta anos do Projeto Rondon. O Campus Palmas foi selecionado para atuar no município de Campo Novo de Rondônia novamente acompanhados pela UNIMEP.

A delegação foi composta pelos professores professores Jean Carlos Gentilini e Emi Rainildes Lorenzetti e pelos acadêmicos: Dionatan Bedin Broeto, Mylena Goelzer dá Silva, Charles Luiz Schimanoski Cortelini, Caroline Pontes de Souza, Jilvana Barbara Walter, Wagner Andrey Fortunati Luza e Fabiele Bernardi.