Mais de 2 milhões de reais foram gastos  apenas com a concessão de diárias aos Poderes Executivo e Legislativo de Palmas, durante a gestão/mandato 2013/2016. Os dados constam do Portal da Transparência que mostra que o Legislativo com 13 vereadores e aproximadamente 20 servidores gastou praticamente o mesmo montante utilizado pelo Gabinete e doze Departamentos do Executivo, com aproximadamente mil servidores públicos. A Câmara(vereadores e servidores) gastou R$ 910 mil no período e a Prefeitura R$ 1,1 milhão.

No Legislativo o ano em que ocorreu o maior volume de gastos foi 2016, R$ 374.929,44. No ano anterior, R$ 281.497,44. Em 2014, R$ 252.127,44. No primeiro ano da gestão(2013) embora não conste da base de dados do Portal,  a soma alcançou R$ 180.601,00, conforme publicou à época o Observatório Social de Palmas(OBS). Já na Prefeitura o ano com maior gastos foi 2013, com R$ 377 mil. Em 2014, R$ 261 mil e, no ano seguinte, R$ 237 mil. No ano passado, R$ 243 mil.

LEGISLATIVO

O total de gastos para o funcionamento do Legislativo palmense se aproximou dos R$ 10 milhões, com média anual de R$ 2.3 milhões. O cálculo foi feito levando-se em conta valores entre 2014 e 2016, pela falta de informações relativas ao primeiro ano da gestão. Em 2016, o total foi de R$ 2.733,230,14. No ano anterior, R$ 2.380,000,00 e, em 2014, R$ 2.055.182,05. O Orçamento para o Poder Legislativo para 2017 é de R$ 4,1 milhões.