Com crescimento de 8,84%, o PIB (Produto Interno Bruto) de Palmas, Sul do Paraná, ultrapassou R$ 1 bilhão, fazendo o município avançar uma posição no ranking estadual, tornando-se a 57ª maior economia do Estado. Os dados referem-se ao ano de 2016 e foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na última semana.

O Produto Interno Bruto representa a soma, em valores, de todos os bens e serviços finais produzidos durante um determinado período, envolvendo setor agrícola, industrial, serviços e administração pública.

Ele é um dos indicadores mais utilizados na economia, e tem o objetivo de mensurar a atividade econômica de uma região. Na contagem do PIB, considera-se apenas bens e serviços finais, excluindo da conta todos os bens de consumo intermediários.

Em 2015, o PIB palmense atingiu cerca de R$ 979 milhões. No ano seguinte, o município contabilizou R$ 1,065 bilhão. O setor agrícola, apresentou um crescimento de 14,26%, passando de R$ 92,65 milhões em 2015 para R$ 105,86 milhões em 2016.

O PIB da indústria cresceu quase 8%, de R$ 200,69 milhões para R$ 216,97 milhões. Por sua vez, o setor de serviços passou de R$ 439,58 milhões para R$ 460,92 milhões. A área da administração, saúde, educação públicas e seguridade social, que se enquadram como serviços, mas são levantados separadamente, apresentaram crescimento de R$ 14%, atingindo R$ 182,06 milhões no último ano com dados consolidados.

Apesar de todos os segmentos apresentarem crescimento, os impostos sobre consumo, que incidem sobre os bens e serviços e que também compõem o PIB, foram os valores que apresentaram maior aumento percentual entre 2015 e 2016 – 15,80%, chegando perto dos R$ 100 milhões no último ano.