Começaram a ser liberados hoje (10) os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esse dinheiro extra será utilizado principalmente para saldar dívidas. Sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) revela que 38,9% dos paranaenses vão usar o valor recebido para o pagamento ou quitação de dívidas.

Outra destinação do FGTS inativo será o investimento em poupança, citado por 24,4% dos entrevistados. Os que vão aproveitar o dinheiro para viajar somam 11,5%. A reforma da casa e aquisição de imóvel são opções para 9,2% e 7,6%, respectivamente. Outros 4,6% afirmam que vão gastar o benefício sacado na compra de calçados e vestuário; 2,3% vão dar entrada em um automóvel e 0,8% pretende comprar eletrodomésticos e eletrônicos.

Aproximadamente 95% das contas inativas têm saldo de até R$ 3 mil e 5% têm valores superiores. De acordo com a Fecomércio PR, a liberação do benefício auxiliará na recuperação do comércio, seja através de compras diretas, ou indiretamente, com o pagamento de dívidas. Considerando-se que 86,2% das famílias do Estado estão endividadas, ao saldarem seus débitos financeiros, os consumidores vão recuperar seu poder de compra e terão condições de adquirir crédito novamente.