As vendas no comércio regional apresentaram reação no mês de maio em relação ao resultado obtido no mês de abril deste ano, embora ainda registrem percentuais negativos. Os dados são da Fecomércio/PR com base nos movimentos dos centros comerciais de Francisco Beltrão e Pato Branco.

Conforme a publicação mensal da Pesquisa Conjuntural as vendas regionais, que em abril haviam apresentado queda de 9.77%, reduziram para 4,45% o percentual negativo no mês seguinte. As quedas das temperaturas registradas no Paraná entre abril e maio ajudaram a impulsionar as vendas. Outro fator que colaborou para um melhor resultado foi a celebração do Dia das Mães.

O índice regional foi puxado principalmente pelos setores de calçados (8,2% de aumento); móveis e utensílios domésticos (3,93% de aumento); autopeças (8,03% de aumento). Já os supermercados tiveram queda de 8,98% nas vendas em maio na comparação com o mês de abril.

De acordo com a análise da equipe Econômica da Fecomércio, isso pode ser sinal de mudança nos padrões de consumo, em termos de marcas ou produtos substitutos de menor valor. A baixa no índice pode estar relacionada à perda de emprego, redução da massa de salários e deterioração do poder de compra.No sudoeste do Paraná as vagas de trabalho sinalizaram perdas de 0,99% em maio.

No comparativo das vendas em relação a maio de 2015 o percentual em 2016 registrou -6.55% e no acumulado do ano, o nível de emprego acumula perdas de 8,88%. Na análise maio/2016 e maio/2015, foi registrada queda de 7,53% nas vendas do comércio regional. No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano em relação a igual período de 2015 o índice continua negativo 8,37%.