ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou no final do mês que a conta de luz ficará mais cara em agosto. Será a aplicada a bandeira tarifária vermelha patamar 1. Por isso, o acréscimo será de R$ 4,00 a cada 100 kW/h consumidos. Que tal algumas dicas para economizar?

Segundo a Agência, o aumento justifica-se pelo período de estiagem. Assim, há menos água nas bacias hidrográficas. As usinas hidrelétricas do País produzem menos e, por isso, mais usinas termelétricas precisam ser ligadas. Essa cadeia de fatores leva a uma conta de luz mais cara.

Para se ter uma ideia do quanto essa mudança pode afetar na conta final, basta calcular que, em julho, a bandeira tarifária aplicada foi a amarela (acréscimo R$ 1,50 a cada 100 kW/h consumidos). O aumento no valor da bandeira, portanto, é de cerca de 165%.

Conta de luz: confira seis dicas para economizar

  1. Diminua o tempo embaixo do chuveiro: o chuveiro elétrico é um dos grandes ‘vilões’ da conta de luz. Ele representa, segundo o Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), cerca de 25% do valor em uma casa com quatro pessoas. É preciso ficar atento à duração dos banhos diários, principalmente com as crianças.
  2. Troque as lâmpadas antigas: substituir as lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED é uma atitude recomendada. Elas são mais econômicas e mais duradouras. Além disso, a iluminação das lâmpadas de LED é mais eficiente, assim como o aproveitamento da energia elétrica.
  3. Abra as janelas: Aproveitar a luz natural do dia para iluminar os ambientes. Em muitas ocasiões, basta abrir as cortinas ou janelas para poder desligar o interruptor. Nem sempre é preciso acender a luz para todas as atividades do cotidiano.
  4. Ar condicionado com moderação: Manter o ambiente climatizado é um conforto que quase todos gostam. No entanto, manter a temperatura artificialmente controlada aumenta a conta de luz. Evite manter a temperatura muito baixa nos dias mais quentes (ou muito altas nos dias mais frios). O consumo tende a ser proporcional ao esforço do equipamento.
  5. Desligue os aparelhos que não estão sendo utilizados: deixar aparelhos eletrônicos conectados na tomada, mesmo que desligados, gera o consumo de energia elétrica. Portanto lembre-se de conectá-los apenas quando for utilizá-los. Uma medida simples e econômica.
  6. Geladeira com a porta fechada: abra a porta da geladeira apenas quando for pegar ou guardar algum alimento. Quanto menor for a troca de ar com o ambiente externo, menor será o gasto de energia. Por isso, também confira a qualidade da borracha de isolamento e faça o degelo do congelador sempre que houver blocos acumulados.