O comércio varejista do Sudoeste do Paraná fechou o primeiro bimestre do ano com queda de 18,6% na vendas em comparação ao mesmo período de 2018. A região foi a única com redução nas vendas. Os dados foram levantados na Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio PR).

O pior resultado foi o das concessionárias de veículos, que registraram redução de quase 44%. O setor de farmácias apresentou queda de 6,2% e o de materiais de construção, 3,64%. Óticas e supermercados também sofreram redução.

Por outro lado, as lojas de departamentos cresceram 24%, enquanto que o segmento de móveis, decorações e utilidades domésticas contabilizaram alta de 20%. Os setores de combustíveis, calçados, auto peças e vestuários também apresentaram melhora em seus resultados em relação ao ano passado.

Em nível de Estado, o varejo teve alta acumulada de 9,01%. Os setores que mais contribuíram para esse resultado foram as lojas de departamentos (32,51%), materiais de construção (14,04%) e concessionárias de veículos (13,60%).

Entre as regiões pesquisadas, Londrina teve o melhor resultado do bimestre, com aumento de 14,05%, estimulado pelas concessionárias de veículos (36,66%) e pelas lojas de departamentos (30,19%). Na sequência consta a região Oeste (11,58%), Curitiba e Região Metropolitana (8,04%), Maringá (5,48%) e Ponta Grossa (4,06%).

  • Compartilhe no Facebook