A pesquisa realizada mensalmente pelo Grupo de Pesquisa de Economia, Agricultura e Desenvolvimento do curso de Ciências Econômicas da Unioeste (GPEAD), campus de Francisco Beltrão, indicou que em outubro, houve um aumento no custo da cesta básica em todas as localidades. O aumento mais expressivo foi em Pato Branco 8,21%, seguido por Francisco Beltrão 8,20%; Realeza 7,22%, e com a menor alta, Dois Vizinhos, 4,32%.

Em valores nominais, o preço da cesta básica individual mais elevada foi a de Francisco Beltrão, R$ 471,25, seguida por Realeza, R$ 457,98, Pato Branco, R$ 451,61, e a de menor custo foi a de Dois Vizinhos, R$ 451,47.

Nas cidades pesquisadas pelo GPEAD, o comportamento dos preços dos itens que compõem a cesta básica, entre setembro e outubro, seguiram uma trajetória de alta nos preços do óleo de soja, do arroz, da carne, da batata e do tomate.

O professor José Maria Ramos, coordenador da pesquisa, falou com detalhes na programação da Onda Sul FM. Acompanhe:

Por: Ângela Maria com assessoria