O setor finanças do município de Palmas, sul do Paraná, começou o ano com um aumento de 57% nos repasses estaduais das contas do ICMs, IPVA, Fundo de Exportação e Royaltes de Petróleo. O montante saltou de R$ 2.6 milhões em janeiro de 2016 para R$ 4.1 milhões neste ano.Especificamente o valor da cota do ICMs passou de R$ 1.195.153,18 para R$ 3.011.361,66. Da conta do IPVA, o mês de janeiro também teve aumento de R$ 1.679.938,19 para R$ 1.738.476,70.

A explicação para a elevação acentuada está na decisão do governo do estado em antecipar em janeiro o valor de um ajuste nos índices do ICMs, mas que foi anunciado como crédito adicional aos municípios. Na ocasião cheques simbólicos foram entregues aos prefeitos em solenidade na capital do Estado.

Conforme o contador do município, Ezequiel Goulart, o mês de janeiro foi atípico em relação aos repasses estaduais. Nos meses subsequentes as transferências deverão ser normais, obedecendo a índices anteriormente previstos. Neste ano, o município deverá arrecadar mais de R$ 20,6 com o repasse do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), um aumento de 14,8% em relação a 2016, mantendo-0 na 7ª posição regional na arrecadação do imposto.

No passado a somatória dos repasses estaduais proporcionaram ao município uma arrecadação de R$ 17.953.691,33, sendo que a transferência total anual do ICMs foi de R$16.8 milhões.