Dois atos distintos nesta quarta-feira(26) oficializaram a instalação da Sala do Empreendedor e do Ponto de Atendimento do Sebrae em Palmas, sul do Paraná.  Para os Microempreendedores Individuais a estrutura está localizada ao lado da Agência do INSS. Para os pequenos e médios empresários, os serviços são prestados no prédio da ACIPA.

Durante as manifestações na solenidade do Ponto de Atendimento, o coordenador do Movimento Palmas Desenvolvida, Ademilsom Mensor, destacou que a presença do Sebrae no município é a primeira e fundamental conquista do Movimento. “Nós já tínhamos os esses do SENAC, SESC, SENAI e SESI. Faltava o S da gestão e com todos eles agora Palmas poderá escrever o sucesso”, disse ele.

O Diretor da Indústria e Comércio do município, César Pacheco Batista, classificou que as unidades instaladas são complementares. Conforme ele, o MEI que formaliza sua atividade na Sala do Empreendedor tem amplas possibilidades de crescer, para posteriormente tornar-se um pequeno e médio empresário que então poderá utilizar-se da estrutura do Ponto de Atendimento para buscar as soluções para seus negócios.

O Presidente da Cascispar – Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Sudoeste do Parana, Lindones Colferai, após agradecer o convite para os eventos, enalteceu a importância das parcerias entre associações comerciais e outros segmentos da sociedade para o crescimento empresarial. Tomou como base, o convênio entre ACIPA, Prefeitura para o funcionamento do Sebrae no município. “Esses entendimentos são fundamentais e imprescindíveis nos tempos atuais para o fortalecimento das entidades, do município e de toda a região”, disse ele.

O presidente do Legislativo, Luis Otávio Sendeski, salientou que a Câmara apoiou integralmente a proposição do Movimento Palmas Desenvolvida e aprovou o projeto que permitiu o convênio entre a Prefeitura, Acipa e Sebrae. “ Com isso Palmas tem muito a ganhar. Espero que os empresários acreditem no Sebrae e valorizem nosso município que terá a partir de agora um novo dinamismo e perspectiva”, avaliou.

O prefeito de Palmas, Hilário Andraschko, defendeu uma união de todos os segmentos da sociedade como forma de fortalecer a luta em favor do município, a exemplo do que ocorreu através do Movimento Palmas Desenvolvida, que reúne 36 entidades, que permitiu a instalação do Sebrae. “Se houver essa união, poderemos vencer a discriminação política e governamental que o nosso município vem enfrentando ao longo do tempo”, disse o prefeito.

O Gestor de Projetos e Consultor de negócios no SEBRAE, Nézio José da Silva, avaliou que a partir de agora abrem-se em Palmas, novas possibilidades e que as inaugurações são dignas de grande celebração. “Estaremos disponibilizando uma série de ferramentas, produtos, soluções já existentes e criar outras de acordo com as particularidades do município e região”. Salientou que a Sala do Empreendedor e Ponto de Atendimento não são apenas para atender Palmas, mas também aos os micros, pequenos e médios empreendedores de todos os municípios da região. “Estaremos atendendo todo o entorno. Palmas é uma cidade polo e geograficamente está numa faixa de fronteira altamente estratégica para o desenvolvimento do Paraná e de Santa Catarina”, informou.

O presidente da ACIPA, Daniel Lângaro, fez questão de salientar que as conquistas do empresariado palmense, como as unidades do Sebrae, precisam ser creditadas ao trabalho desenvolvido pelas várias diretorias empresariais anteriores. “Representa o coroamento de todos os esforços que foram feitos durante todos esses anos pelos dirigentes da ACIPA. É com as atitudes proativas e positivas que torna possível conquistar vários benefícios, como é o caso do Ponto de Atendimento do Sebrae”, confirmou Langaro.