Estão em fase final as obras de pavimentação de mais de 300 quilômetros de rodovias nas regiões Sudoeste e Oeste do Estado. As equipes contratadas pelo Departamento de Estadas de Rodagem (DER/PR) finalizaram as melhorias na PR-170, entre Guarapuava e General Carneiro, recuperando mais de oito pontos danificados pelas chuvas.

Além desta obra, as equipes também trabalham na recuperação da PR-180, em Boa Vista da Aparecida, em estradas nas regiões de Quedas do Iguaçu e Foz do Jordão e, ainda, em outras seis rodovias do Oeste e Sudoeste.

Na PR-180 houve queda de barreira e desmoronamento de parte do asfalto, obrigando a abertura de desvio para o trânsito de veículo. Os trabalhos estão em fase de conclusão. As equipes já recuperaram parte da rodovia, liberando o trânsito parcialmente. Atualmente, os operários trabalham na construção do murro de arrimo, que vai dar sustentação à estrada. Estão sendo colocados tirantes no solo, que vão evitar futuros desmoronamentos neste ponto da estrada.

“Estas rodovias foram atingidas por chuvas neste semestre, o que dificultou bastante a circulação dos veículos. Agora o pavimento já está quase todo recuperado e, em breve, caso não chova, começam as pinturas de faixas, trazendo mais segurança aos motoristas”, disse o diretor-geral do DER, Nelson Leal Junior.

Em seis dos oitos pontos da PR-170 danificados pelas chuvas foi necessário reestruturar toda a pista porque houve afundamento. Uma das áreas mais atingidas está entre Guarapuava e Pinhão, onde as pistas já foram liberadas para o tráfego.

Na região de Guarapuava e perto dos municípios de Quedas do Iguaçu e Foz do Jordão, as equipes trabalharam na recuperação das rodovias PR-473, PR-475, PR-484, PR-487 e PR-662, nas quais foram executadas 18 obras de reconstrução do asfalto, também por conta das chuvas. A partir de agora, após a recuperação do pavimento, a programação também inclui pintura de faixas e melhorias na sinalização.

“Como há ainda obras nas rodovias, como pinturas de faixas e a construção de murro de arrimo, os motoristas devem ficar atentos e respeitar a sinalização implantada pelas equipes de manutenção, uma forma de evitar acidentes e outros transtornos”, destaca Nelson Leal Junior.