Uma adolescente,17, mentiu para a polícia de União da Vitória, sul do Paraná, sobre o fato de ter sido estuprada por quatro homens. Os fatos vieram à tona após o início das investigações. A denunciante responderá pelo ato infracional equiparado ao crime de Denunciação Caluniosa.

Conforme os delegados, André Vilela e Tathiana Guzella, o suposto estupro teria ocorrido no início de janeiro, quando a menor relatou que teria sido mantida em cárcere privado por mais de oito horas, tempo que teria sido abusada por quatro homens.

“As investigações revelaram as mentiras contadas pela suposta vítima que, esta semana, após constatar que a Polícia Civil já possuía nomes, imagens e outros dados dos supostos quatro autores, confessou ter mentido acrescentando que, apesar de ter identificado cabalmente os mesmos, não os conhece”, diz o relatório dos delegados.

Questionada, a menor relatou que mentiu porque achou que a Polícia Civil não investigaria. Também contou que o fez para chamar atenção, uma vez que, na data do suposto estupro teria discutido com seu convivente.