Ontem(16) publicamos a informação de que as normas para controle da brucelose/tuberculose teriam novas regras a partir de dezembro deste ano. Equivocadamente relacionamos o fato, exclusivamente válido para o Rio Grande do Sul, com também vigente para o Estado do Paraná, o que não confere com a veracidade. Tal equívoco, do autor desta publicação, ocorreu em razão de que a notícia havia sido publicada em material veiculado pela FAEP, Federação da Agricultura do Estado do Paraná.

Desta forma quando se lê que proprietários de bovinos devem observar novas normas de controle da tuberculose e/ou brucelose vigentes desde o início deste mês de dezembro é válida apenas para o estado do Rio Grande do Sul. onde qualquer propriedade com pelo menos um animal contaminado será considerada foco das doenças.