Nesta terça-feira, dia 11, o Grupo Gestor do Território do Sudoeste se reuniu nas dependências da AMSOP, em Francisco Beltrão, para abordar questões pertinentes ao desenvolvimento territorial.
Entre os temas discutidos foi avaliado o processo de participação do Grupo Gestor em parceria com a AMSOP, ACAMSOP e Agencia de

Desenvolvimento Regional na elaboração e divulgação da Carta do Sudoeste 2014. O colegiado avaliou que, por considerar um documento que teve participação expressiva por parte de organizações ligadas à agropecuária, e por expressar questões realmente pertinentes às necessidades da Agricultura Familiar, cópias do documento serão repassadas às organizações, Universidades, junto aos CMDRS (Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável) dos municípios e demais setores da sociedade, bem como agendar uma discussão com setores do governo do Estado e ver o que é possível desenvolver.

O desenvolvimento do Projeto Leite Sudoeste foi apresentado por Neri Munaro – Chefe da SEAB, cabendo responsabilidades das instancias municipal, estadual e federal de governo. Elencou os avanços já conseguidos em capacitação de técnicos Emater e das prefeituras, definição de sete propriedades por município para acompanhamento da atividade, que é uma prioridade em todos os municípios do Sudoeste.

Além dos projetos produtivos, o Colegiado enfatizou a importância de discutir também  a degradação do solo que está ocorrendo na região. Discussão essa que deverá ser realizada, especialmente com os CMDRS e Associação de Secretários Municipais. O Colegiado também se posicionou pela continuidade da assessoria que a Emater vem realizando junto aos conselhos municipais e efetivação de capacitação dos conselheiros.

Na pauta também os dois últimos projetos de PROINF (Projetos de Infraestrutura em Territórios), encaminhados ao MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), entre eles o SUASA (Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária), definido para implantação junto ao Consórcio CIFRA, com localização em Pérola do Oeste, em que o administrador do da organização, Edemar Linck posicionou o Colegiado quanto ao encaminhamento que está realizado quanto à liberação final dos recursos via Caixa Econômica Federal. Também um projeto de comercialização, encaminhado pela UNICAFES, para estruturar organizações da Agricultura Familiar, posicionado pela assessora Elisângela Bellandi Loss.

A reunião foi coordenada por Luiz Pirin, que representa a FETRAF no colegiado, que considerou produtiva a reunião pelos assuntos e importância do debate realizado, convidando todos para participar da primeira reunião de 2015, que vai ocorrer em 27 de fevereiro, discutindo proposições para melhoria da política pública PAA e PNAE, que haverá participação do MDA.

Participaram também da reunião os coordenadores Olivo Dambros pela COOPERIGUAÇU, Christine Nascimento Grabaski – UNIOESTE e Neri Munaro – SEAB. A reunião também teve a assessoria de José Krestenik pela AMSOP e Nilton Fritz – parceria Emater e Território.