Está sendo encerrado nesta sexta-feira (07) em Pato Branco, no sudoeste, um curso promovido pela Escola Superior da Polícia Civil, destinado aos novos escrivães e investigadores das subdivisões policiais de Pato Branco e Francisco Beltrão.

A instrução, com carga horária de 40 horas, começou na segunda-feira (03), pela manhã, sendo coordenada pelo delegado chefe da 5ª SDP Ivonei Oscar da Silva, auxiliado pelos investigadores Vidal Padilha Chagas (delegacia de Marmeleiro) e Márcio Yugi (Cope Curitiba).  O principal objetivo é qualificar os novos policiais, que ingressaram recentemente na instituição, para que possam desempenhar da melhor maneira possível seu trabalho no dia a dia.

As 40 horas do treinamento foram divididas. Foram 20 horas de aulas práticas sobre manuseio de armas de fogo, em especial as pistolas ponto 40 portadas pelos policiais e restante foram instruções sobre operações policiais, como técnicas corretas de abordagem, usos de algemas e ainda contenção de possíveis rebeliões.  O manuseio de armas de fogo aconteceu no estande de tiro do 3º Batalhão de Polícia Militar e a parte de operações policiais foi no Aeroporto Municipal de Pato Branco.

De acordo com o investigador e instrutor Vidal, que atua na Polícia Civil a mais de uma década, depois dessas horas de aula os novos profissionais da instituição estão devidamente preparados para fazer uso da arma de fogo, de forma segura e eficiente se houver realmente necessidade, não sendo tolerado qualquer tipo de imprudência. “Se por ventura virem a cometer algum tipo de imprudência, não será por falta de instrução, mas por questões extracurriculares”, declarou.

Fotos: Evandro Carlos Artuzi