Menu Últimas Notícias
Grupo RBJ de Comunicação
Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação,
13 de agosto de 2022
RÁDIOS

Diretora-executiva da Rede Pró UC afirma que a volta de discussão por reabertura da Estrada do Colono é eleitoreira

Ambientalista ainda defende outras formas de investimentos para desenvolvimento da região

EconomiaPolítica

por Antonio Mendonça

fgjfdgjfg
Estrada do Colono (Foto: MPPR/Divulgação)
Publicidade

A história da Estrada do Colono, é digna de uma ‘novela mexicana’, fechada a mais de 15 anos sob forte protesto de diversos moradores de Capanema e Serranópolis do Iguaçu, bem como dos usuários da rodovia que encurtava em cerca de 90km uma viagem para Foz do Iguaçu, deixou uma saudosa esperança de que o caminho seja reativado.

A discussão foi parar no congresso nacional, mas de lá para cá pouca coisa andou de fato. De um lado estão aqueles que por razões econômicas defendem a abertura da estrada, do outros ambientalistas e entidades de defesa do meio ambiente que alegam que a reabertura da estrada significa um impacto ambiental sobre um dos poucos parques de mata atlântica do brasil. O projeto de lei que permite a construção da chamada “estrada-parque caminho do colono” ( PL 61/2013), só depende da análise da comissão de meio ambiente (CMA) do Senado para seguir ao plenário.

O PL estava pronto para votação no início do ano, mas não há data definida para a votação. O atual relator da proposta Senador Fabiano Contarato (PT-ES), deu parecer contrário ao texto. Mas, no início do mês, ele retirou seu parecer para reexame. Isso tudo serviu mais uma vez para aflorar as discussões, principalmente dos defensores da causa ambiental. Angela Kuczach, diretora-executiva da Rede Nacional pró Unidades de Conservação afirma que a volta dessa discussão é puramente eleitoreira e que há outros pleitos mais importantes para serem abordados, como é o caso da infraestrutura.

Angela não concorda com o discurso de que a reativação da estrada trará desenvolvimento para a região. A ambientalista ainda defende outras formas de investimentos para desenvolvimento da região.

Publicidade
Publicidade

A nossa reportagem também entrou em contato com a Associação Comercial de Capanema, que também se manifestará sobre a possibilidade da abertura da estrada.

CONFIRA MAIS DETALHES CLICANDO NO PLAYER:   

Publicidade