Após 30 dias de intensa negociação com o Executivo palmense foi anunciado na manhã desta terça-feira (15) pelo presidente do Sindiserv – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Lauro de Oliveira de Almeida o novo reajuste salarial com data base para o mês de maio.

Segundo o presidente, o novo reajuste salarial foi fixado em 14,5% e contempla todos os funcionários municipais, diferente do ano passado em que os professores da rede municipal tiveram um reajuste salarial de 10% e os demais servidores o percentual de correção foi de apenas 9%.

Almeida informou que a proposta inicial apresentada pelo sindicato era de um aumento de 20% como forma de recompor as perdas salariais ao longo dos últimos anos. Avaliou que o percentual acertado apesar de ser menor que o reivindicado está acima dos reajustes concedidos na maioria dos municípios da região.

Em seu posicionamento sobre o assunto o prefeito Hilário Andraschko disse que o reajuste acordado se deve as inúmeras economias que o município fez durante o ano de 2015. Questionado sobre o momento de crise em que vive o país, relatou que as negociais foram acompanhas pelo setor contábil da administração e que o valor não irá onerar os cofres públicos futuramente.

O Projeto de Lei com o reajuste deve receber a primeira votação na próxima segunda-feira (21) visto que foi baixado para analises das comissões na noite de ontem (15). Conforme o contador do município, Ezequiel Goulart, o reajuste representa um acréscimo mensal de R$ 500 mil, fechando o ano com um aumento de R$ 4,5 milhões.