Os 96 condutores socorristas do SAMU devem cruzar os braços neste sábado (21), a partir das 07 horas da manhã. A greve foi confirmada pelo presidente do Sintrofab (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário), Josiel Telles, em entrevista à Rádio Onda Sul FM.

Segundo ele, a decisão foi tomada após um encontro que aconteceu em Pato Branco na tarde de quinta-feira (19), no Ministério Público do Trabalho. Não houve avanço nas negociações, por isso ficou decido pelo início da greve, afirmou o sindicalista.  Os condutores reivindicavam salário de R$ 1.400,00 mais R$ 250,00 de auxílio alimentação e R$ 150,00 de abono salarial.

A direção do Ciruspar – Consórcio que administra o SAMU no Sudoeste afirma já ter concedido um reajuste de 9,9%, no entanto os profissionais alegam que esse percentual não se trata de aumento salarial, apenas do índice da inflação. As negociações entre Ciruspar e profissionais teve início em outubro de 2015.

Ouça no link abaixo a entrevista, na íntegra….