Colete balístico e arma, encontrados com o adolescente. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Colete balístico e arma, encontrados com o adolescente. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

A Polícia Civil já instaurou inquérito policial para apurar a ocorrência registrada na noite desta segunda-feira (11), em Francisco Beltrão, onde policiais militares frustraram um assalto a um empresário da cidade. Após receber uma denúncia anônima, a polícia foi até a casa que fica na Rua Minas Gerais, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, e surpreendeu três bandidos no momento em que esses deixavam a residência do empresário Eugênio Konopatzki (Luiz Eugênio).

Houve perseguição aos suspeitos que invadiram propriedades próximas. Um adolescente de 17 anos foi apreendido. Outro envolvido teria se escondido e foi baleado pela polícia, após tentar reação. Com ele, foi encontrado um revólver calibre 38 e 15 munições. O terceiro suspeito conseguiu fugir e não foi encontrado. O adolescente apreendido portava uma garrucha calibre 36 e estava usando um colete balístico, cuja procedência ainda está sendo apurada pela polícia. O menor foi encaminhado para a 19ª SDP (Subdivisão Policial) e prestou depoimento na manhã desta terça-feira (12) ao delegado Valderez Scalco, que preside o inquérito policial. A mãe do adolescente também foi ouvida pela polícia.

Os policiais militares envolvidos na ocorrência prestaram depoimento ainda durante a madrugada. De acordo com o delegado Scalco, nas próximas horas devem ser ouvidos também o empresário e a esposa dele, vítimas dos bandidos. O assaltante morto é Rogério Miranda, 33 anos. Conforme a polícia, ele já tinha antecedente criminal pela prática do crime de roubo, artigo 157 do Código Penal Brasileiro, ocorrido em 2008.