O ex-militar Edivaldo Urbanowski, de 75 anos, também foi homenageado pelo Departamento de Cultura, dentro da programação de comemoração dos 70 anos da extinta Cango (Colônia Agrícola Nacional General Osório). Apesar de simples, a solenidade, que aconteceu no gabinete da prefeitura, deixou o homenageado contente pela lembrança.

 Seu Urbanowski fez parte da primeira turma de oficiais que serviu o Exército em Francisco Beltrão, ainda em 1958. Ele nasceu no Norte do estado e veio transferido de Ponta Grossa, onde estava servindo. Aqui, conheceu a dona Joana, atual esposa com quem tem oito filhas. “Temos que encontrar estas pessoas como o seu Edivaldo e homenagear, pois são a memória viva do que foi uma vez nosso município”, comentou Soraia Quintana, diretora do Departamento de Cultura.

 Há poucos dias, em um evento no espaço da Arte, outros quatro ex-oficiais também foram homenageados pelo governo municipal. Após ver a notícia na imprensa, a família de Edivaldo fez contato com o Departamento de Cultura, que prontamente agendou a entrega da homenagem.

 Durante a visita, o casal levou fotos do tempo em que seu Urbanowski serviu, a certidão de reservista, uma carta de apresentação – dada somente q quem fosse “bom elemento, segundo ele – e até um cap militar de mais de 50 anos. As fotos serão digitalizadas e os documentos e o cap poderão integrar o Memorial de Francisco Beltrão.