Nesta semana as oficinas de violino e de flauta doce completam um ano, com mais de 40 alunos participantes e a prorrogação das atividades para mais 12 meses. As oficinas são ofertadas pela Administração Municipal através do Departamento de Cultura de Chopinzinho.

O projeto “Sons que tocam” promove aulas a crianças de 7 a 17 anos que estudam em escolas do Município. Visa, além de democratizar o acesso a aulas de instrumentos musicais, envolver a escola e a questão social, acompanhando os alunos em sua frequência e desempenho escolar. “Percebemos que está sendo bom e tendo bom resultado pelo fato de termos alunos que participam desde o primeiro mês, e também por sempre termos interessados pelas oficinas. Estamos preocupados com a formação global dos alunos”, afirma a Diretora do Departamento de Cultura, Gracielli Demartini, salientando que, à medida que os resultados são expostos à comunidade, aumenta o interesse das pessoas.

O projeto é coordenado pelo Departamento de Cultura e mistura recursos do Fundo da Infância e Adolescência (cerca de R$ 28 mil, investidos no pagamento do professor), além de contrapartida do Município, que arca com os instrumentos, acessórios, coordenação e salas de aula. Os alunos estão divididos em 2 turmas de violino e 1 de flauta doce, atendendo a diferentes demandas por horários.

Com a boa adesão, o Departamento expandiu o número de oficinas de música ofertadas, acrescentando viola caipira, violão e acordeão. Nestas, a idade é livre, e participam de crianças a idosos. No total, hoje são ofertadas 12 tipos diferentes de oficinas pela cultura, em 22 turmas, na cidade e interior do Município.

Foto e fonte: Assessoria da prefeitura.