Cleber Fontana e Ladi Dal Bem na Onda Sul/ Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Cleber Fontana e Ladi Dal Bem na Onda Sul/ Foto: Francione Pruch

Dezembro é de festas, o espírito natalino está em todos os lugares, seja na construção do presépio, na hora de montar a árvore de natal, ou até mesmo no momento de comprar os presentes. Porém, em 2016 a população de muitos municípios, principalmente de Francisco Beltrão não terão a oportunidade de ver a cidade vestida de natal.

Frustrados com a pouca decoração nos espaços público, o Clube de Diretores Lojistas de Francisco Beltrão (CDL) entregou um manifesto ao prefeito eleito, Cleber Fontana (PSDB) cobrando melhores investimentos para o próximo natal.

“Essa é uma reivindicação que a maioria dos comerciantes do centro da cidade percebe que não ouve uma decoração esse ano. Assim como em outras ocasiões, se acreditava que ela somaria cada ano como o prefeito falou, mas não aconteceu, ela diminuiu”. Comenta o presidente da CDL, Ladi Dal Bem.

Em alguns pontos da Avenida Júlio Assis Cavalheiro, empresários estão colocando as decorações. Dal Bem disse que se a prefeitura conversasse com os empresários, a decoração da cidade poderia ser dividida, havendo a contribuição pelos dois setores, público e privado, “se a prefeitura fazer um projeto e dizer, nós vamos decorar a avenida, praça, ou não vamos fazer em tal lugar, define o que vai fazer e a gente vai tentar alguma coisa para complementar isso. Chamar os lojistas para que enfeitem além da loja, seja decorado da porta para fora”.

Neste ano a decoração natalina se concentro na Praça Eduardo Virmond Suplicy, com a casinha do Papai Noel e ponto de saída do trenzinho. Para Fontana, “essa questão do natal me surpreendeu porque é uma tradição enfeitar a cidade. Claro que alguns anos se investiu mais, outros menos, mas penso que não podemos diminuir, até porque parte das aquisições você usa de um ano para o outro”.

Para o próximo ano, o natal terá influência do evento organizado na cidade de Gramados – RS, considerado o maior do Brasil. “Vamos fazer de tudo para apresentar um natal condizente com a nossa cidade. Já determinei a nossa diretora de cultura e o vice-prefeito para que em janeiro vão a Gramados e vejam o que tem lá. A cidade, todo ano renova a decoração e parece o que eles vendem ou doam. Falei, veja o que a gente consegue, façam um projeto”. Salienta o futuro prefeito.

“Tem que trabalhar antes para passar a ideia geral. Não é somente a prefeitura que vai fazer, o comércio não tem condições de fazer. A gente sabe do custo elevado, espero que o próximo seja um bom natal, tenha decoração e que futuramente a gente tenha um natal que corresponda ao polo que Beltrão representa na região”. Comenta Ladi Dal Bem.

 

Acompanhe a entrevista na íntegra: