Lideranças dos índios Kaingangs de Mangueirinha iniciaram articulação para implantação de cursos técnicos na Terra Indígena localizada no sudoeste do Paraná. A proposta é que a oferta ocorra pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR).

Conforme uma das lideranças indígenas, Marcio Andre Kokoj, a perspectiva surgiu de uma conversa inicial do cacique, Milton Katanh Alves, com o diretor do Campus Avançado do Instituto em Coronel Vivida, Antônio Ferreira.

Ressaltou que está se pensando a oferta de cursos técnicos  nas áreas de Administração, Informática e Alimentos. “Esta é nossa ideia inicial, que deveremos discutir já nesta quinta-feira (31) durante uma reunião na sede da Terra Indígena de Mangueirinha”, destacou Kokoj, que é o atual presidente Asaikg – Associação Sócio Ambiental Kaingang/Guarani, entidade que cuida da articulação dos assuntos indígenas das aldeias nos territórios de Coronel Vivida e Chopinzinho.

Salientou ainda que om objetivo é oferecer formação profissional na própria aldeia para aqueles que já concluíram o ensino médio regular. “Pretendemos também com esses cursos formar nossos indígenas em outras áreas”, justificou.