As três comunidades Quilombolas de Palmas, sul do Paraná, celebram o Dia da Consciência Negra, com a realização do VIII Encontro da Consciência Negra. A data, oficialmente instituída em todo o país pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Foi escolhida como atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

DSC03132
  • Compartilhe no Facebook

Fotos: Ivan Cezar Fochzato

As atividades terão início às 19h00, no Colégio Estadual Quilombola Maria Joana Ferreira(comunidade Adelaide Maria Trindade Batista), no Bairro São Sebastião do Rocio e prosseguem até amanhã(21)

Na abertura,19h00, ocorrerão apresentações artísticas do Grupo de Dança Perola Negra e Grupo de Capoeira. Às 20h00 será servida a tradicional feijoada, ao valor de R$ 20,00. Amanhã(21), pela manhã, serão realizadas oficinas nas salas de aulas da Escola Municipal São Sebastião. Na parte da tarde, a partir das 13h00, as exposições de trabalhos pedagógicos e artesanatos, desfile afro e apresentações artísticas culturais.

No município, vivem aproximadamente 400 famílias quilombolas nas  comunidades Adelaide, no São Sebastião; Castorina Maria da Conceição, no Bairro Fortunato; e Tobias Ferreira, no Pitanga. Todas são certificadas pela Fundação Palmares.

 

.