A noite foi atípica pelas ruas das cidades de Francisco Beltrão e dos municípios do Sudoeste do Paraná. Nas redes sociais, circulou um texto escrito por um policial  militar, que esteve de plantão no primeiro dia de recolhimento geral da população, após decreto municipal de fechamento do comercio da cidade. O soldado Leonardo Stocco, escreveu as seguintes palavras:

“Hoje o serviço foi triste. Conheço uma maioria de policiais que gostam e até preferem trabalhar finais de semana devido ao movimento, são aqueles dias que você tem uma chance maior de fazer a diferença e resolver os problemas do cidadão de bem, porém hoje foi diferente.

Já vi policiais correndo em direção aos tiros enquanto todas as outras pessoas corriam em sentido contrário e hoje, podemos ver esses mesmos policiais com um olhar triste, cabisbaixos pelo efeito das ruas vazias, sem esperanças, sem vida. Vi a tristeza no olhar daquele policial pedindo para o comerciante fechar o seu ganha pão. Em toda minha curta carreira na firma nunca tínhamos visto algo parecido.

Geralmente a polícia trazia esperança aos necessitados porém hoje aquele carro amarelo não alegrava nem mesmo as crianças visto que não tinha nenhum pequeno na rua ou nas praças e parques. Hoje o inimigo Já não mais existe, ou se existe, não é visto. Aquelas pessoas felizes comemorando, hoje não foram vistas e os poucos que na rua permaneciam, apavorados estavam atrás de álcool, máscaras ou alimentos, tentando chegar rapidamente em suas casas, higienizar-se e de lá não mais sair.

Enfim, agora já não mais atuamos no combate ao crime, temos em mãos algo muito maior, uma missão humanitária sendo a linha de frente para as pessoas de bem, temos o dever de ajudar, acolher, informar a todos, mas sempre com o pensamento em casa onde lá ficaram nossos “bens” mais importantes.

Pois é, hoje o serviço foi triste, mas acredito que ainda teremos dias melhores onde não vamos rir disso tudo, porém colheremos bons ensinamentos e talvez teremos até um preparo maior para o que vier no futuro. Não podemos ficar em casa, mas foi isso que escolhemos e podemos prometer que seremos a linha de frente, pois o inimigo agora é outro. Juntos venceremos, por favor, fique em casa.”

Leonardo Stocco, Soldado da Polícia Militar em Francisco Beltrão/PR

 

O reporter Marcelo Marcos percourreu as ruas de Francisco Beltrão, para mostrar as movimentações na cidade:

Francisco Beltrão deserto em plena sexta-feira a noite, nossa unidade móvel circula pas ruas da cidade. Polícia Militar faz rodas e orientações… o repórter Marcelo Marcos tem as informações ….

Posted by Rádio Onda Sul FM on Friday, March 20, 2020