Os beltronenses tiveram em maio um mês atípico, com 16 dias de chuva e acumulado de 365,2 mm, sendo que a média para o período é de 100 a 125 mm. O técnico da Estação Meteorológica do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Josmar Ramos, comenta que 2019 registra os maiores índices pluviométricos da história de Francisco Beltrão, “há 36 anos nosso município não sofria com um índice tão grande de chuva”.

Segundo ele, o registro está duas vezes acima da média normal histórica no município, tanto no período de janeiro a maio, como apenas levando em conta os dados do mês de maio. Alguns acontecimentos influenciaram diretamente, o sistema de baixa pressão e o El Niño – fenômeno que se caracteriza pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico e que influencia o clima do continente – que perdeu força.

“Isso fez com que as temperaturas permanecessem elevadas formando uma camada de ar quente sobre a nossa cidade, ocasionando chuvas acumuladas, grandes tempestades, raios e trovões, provocando e provocando o nível altíssimo de chuva”, informa.

Vale destacar que para a apuração dos dados, não foi levado em conta o registro de 1983, quando o índice pluviométrico chegou a 614,2 mm em um mês, provocando a maior enchente da história de Francisco Beltrão.

Confira a entrevista: