Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
01 de agosto de 2021
Rádios

Ciclo madeireiro e suas transformações ambientais em Palmas serão tema de livro

Dissertação Entre Campos e Florestas: Transformações da Paisagem no Município de Palmas foi defendida em 2019.

Educação e Cultura

por Guilherme Zimermann

33850510_1474401225998051_3144548863973523456_n
Serraria da Madeireira Ipiranga Ltda - 1970 (Foto: Grupo Palmas Histórias que Vivi)
Publicidade

As transformações causadas pelo ciclo madeireiro no município de Palmas entre 1950 e 1980, inicialmente apontadas em uma dissertação de mestrado, deverão ser publicadas em formato de livro neste ano.

A dissertação Entre Campos e Florestas: Transformações da Paisagem no Município de Palmas/PR (1950 A 1980) foi defendida pela professora e pesquisadora, Janete Chaves Carlin, no ano de 2019.

Ao Departamento de Jornalismo da Rádio Club ela contou como foram os três anos de pesquisa até a defesa da dissertação no Campus Chapecó da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Ouça no player abaixo:

Publicidade
Publicidade

Conforme ela, o trabalho esteve vinculada à linha de pesquisa “História do Povoamento, da Agricultura e do Meio Ambiente” e buscou compreender os processos históricos de intervenção humana no meio ambiente, e a influência desses processos sobre as sociedades humanas em diferentes tempos históricos.

A ideia inicial, segundo a pesquisadora, era rememorar o cotidiano das serrarias de Palmas, que foi acrescida pela pesquisa da História Ambiental e de que forma esse processo econômico transformou a paisagem do município, um dos principais abrigos da Mata Atlântica.

A professora destaca a intensa presença das serrarias na região, a partir de 1950, até o fechamento dessas atividades, em 1980, devido à escassez de matéria prima, e a implantação de um novo segmento madeireiro, com o inicio dos reflorestamentos de pinus e a implantação das primeiras indústrias de compensados.

Professora Janete pontua ainda que, a atual composição geográfica, social e econômica de Palmas é um reflexo desse modelo de economia voltado à exploração vegetal, colocando o município ainda com baixos índices de desenvolvimento. Para 2021, o projeto é transformar essa dissertação em um livro, que será um dos primeiros a retratar Palmas através da sua História Ambiental.

Publicidade