Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
14 de abril de 2021
Rádios

Câmara de Palmas votará parecer sobre representação contra vereador

Política

por Guilherme Zimermann

DSC_0259
Publicidade

A Câmara de Vereadores de Palmas vota nesta segunda-feira (01º), durante a 13ª Sessão Ordinária do ano, o parecer final da Corregedoria da Casa sobre representação contra o vereador Ademar Santos Nunes por suposta quebra de decoro parlamentar.

No final de 2019, o Poder Judiciário da Comarca  determinou que Poder Legislativo instaurasse Processo Disciplinar para averiguar conduta do vereador, com base no Regimento Interno da Câmara, que trata da Ética e Decoro Parlamentar.

Em resposta à determinação, a Câmara encaminhou ainda no mês de dezembro de 2019, manifestação à Vara Criminal da Comarca, informando que realizou o encaminhamento do Processo Disciplinar.

O processo que tramita no Judiciário refere-se a denúncia de que o vereador teria solicitado a quantia de R$ 30 mil a membros do Poder Executivo local para votar em determinado candidato a presidência da Câmara de Vereadores, no final de 2018. Relata ainda que a solicitação foi registrada em Ata Notarial e novamente gravada no dia seguinte, em que o denunciado teria diminuído o pedido para valores entre R$ 15 e 20 mil reais.

Publicidade
Publicidade

Em meados de 2019, a Câmara já havia levado à votação a abertura de processo administrativo-disciplinar de investigação por suposta violação do Código de Ética e Decoro Parlamentar. Na época, a Corregedoria do Legislativo apresentou parecer favorável a abertura do processo administrativo. Com votação empatada, a matéria parou no plano legislativo e seguiu no Judiciário, que então pediu novo posicionamento da Câmara.

No último mês de março, os vereadores votaram relatório emitido pela Corregedoria da Casa, sobre o processo disciplinar. A Corregedoria é ocupada pela vereadora Silvana Ribas, com a suplência de Paulo Bannake.

Ordem do Dia

Ainda na sessão desta segunda-feira (01º), votarão projeto que “dispõe sobre a notificação compulsória de casos de violência contra a mulher e a pessoa idosa” e projeto que “institui o Agosto Lilás, dedicado à realização de ações em combate à violência a mulher”, ambos em 2ª votação.

Publicidade
Publicidade

Passarão por 1ª votação, projetos que “institui no a Semana Municipal do Empreendedorismo Feminino”; que “dispõe sobre a obrigatoriedade de publicação no site oficial da Prefeitura, as informações sobre a aplicação de recursos derivados do DEPALTRAN”; que “institui a Semana Municipal de Conscientização sobre a Depressão Infanto-juvenil”; que “inclui no calendário oficial, o janeiro branco, dedicado à realização de ações educativas para a difusão de saúde mental e emocional”.

Publicidade