A Sociedade Rural de Francisco Beltrão inovou na última Expobel realizada em março, quando transmitiu ao vivo, os leilões realizados pela entidade, em parceria com a Pampa Remates. Através desta plataforma foi possível concretizar bons negócios com compradores que estavam em outras cidades. Assim que terminou a feira, os casos de coronavírus estouraram no Brasil, e por isso, todos os eventos que aglomeravam pessoas foram suspensos ou cancelados. Sendo assim, as sociedades rurais da região Sudoeste resolveram adotar os leilões virtuais como forma de subsistência das entidades.

Pós-expobel, a sociedade rural beltronense vai realizar neste domingo(17), o leilão de gado geral 100% virtual, ou seja, não haverá público presente no recinto Miniguaçu, apenas os colaboradores que irão gerar as imagens, o leiloeiro da Pampa Remates e o mínimo de pessoas credenciadas para a realização do evento. Além disso, todos usarão máscaras e respeitarão os protocolos de saúde. “Temos algumas dificuldades com internet, gravação dos lotes e transmissão em geral, mas estamos trabalhando para fazer um leilão a altura dos eventos presenciais já realizados pela rural”, afirmou Alberi.

Para este evento foram filmados alguns lotes de animais nas propriedades, mas a maioria do gado, que será comercializado, será transportado para as mangueiras da Sociedade Rural, passarão em pista, e os lances de venda serão feitos pelos canais da Pampa Remates e Sociedade Rural no Facebook e Youtube.

Alberi disse também que, o momento é bom para a compra e venda de animais, pois o fator que baliza os preços são os valores dos grãos como milho e soja, tendo em vista, a boa produção da última safra, sendo que o preço da saca também está em alta.

O evento está previsto para começar às 14h deste domingo. Mais informações na secretaria da Sociedade Rural no (46) 3523-1720 ou no site www.pamparemates.com.br

Eleição

Na semana passada, os membros da diretoria executiva da Sociedade Rural de Francisco Beltrão se reuniram para discutir as eleições entidade que estavam marcadas para este mês de maio. Entretanto, por causa do coronavírus, as diretorias executiva, fiscal e os conselheiros decidiram prorrogar a atual gestão até o mês de outubro. Mesmo assim, o presidente Alberi Agnoletto afirmou que se houver condições antes desta data, se a pandemia for encerrada antes da data prevista, a eleição também poderá ser antecipada.