Ambiência na avicultura e aplicação da cama de aviário na produção de soja. Esses dois assuntos foram os temas das palestras ministradas no seminário promovido pela Asmac (Associação Municipal dos Avicultores de Chopinzinho), realizado no sábado (14) no Anfiteatro professor David Rogoz Schimtz. O evento reuniu dezenas de avicultores de Chopinzinho e autoridades ligadas ao setor. A presidente da Asmac, Juliana Jaskoski Miglioranza, comemorou o resultado. “Nós estamos aqui muito felizes com nosso evento, mais uma vez superou as expectativas, um grande público interessado em agregar conhecimento, em se reciclar na atividade”, destacou.

A primeira palestra do seminário abordou a ambiência na avicultura. O assunto foi abordado pelo Supervisor Regional de Serviços Técnicos da Aviagem Roos do Brasil, Rodrigo Guimarães. Ele está há 10 anos trabalhando na região e afirmou que os avicultores já estão cientes das necessidades para se ter uma produção com qualidade. “Se a gente comparar com o resto do Brasil vai ver que essa é uma das regiões mais evoluídas tecnologicamente falando, muitas visitas que eu faço na região é possível discutir com o produtor  sobre qualquer tópico de ambiência que ele tem amplo conhecimento”, observou.

Quem também conversou com os participantes do seminário foi o agricultor Laércio Dalla Vechia, de Mangueirinha. Produtor de soja, ele sagrou-se campeão estadual na safra desse ano com uma produção superior a 280 sacas por alqueire. Ele falou sobre o uso da cama de aviário na produção de soja. Laércio explicou aos presentes como conseguiu chegar a esse resultado aplicando o mínimo possível de inseticidas. Conforme ele, a agricultura é um tripé, semelhante à construção de um prédio, com um bom alicerce. “A nossa planta de soja, de milho ou até mesmo uma flor que a mulher vai plantar deve ter também um bom alicerce, com solo bem corrigido para que dali pra cima possa dar bons frutos (…) na minha propriedade eu só uso inseticida em casos extremos, procuro sempre fazer as batidas pra saber se as pragas estão mesmo atacando ou se estão presentes apenas aquelas que não comprometem minha produção”, revelou.

Fotos: Divulgação Asmac