O município de Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, fez a devolução  do dinheiro  recebido do Governo Federal  para construção de um barracão e aquisição de equipamentos para processamento de couro de peixes junto ao Frigorífico de Peixes. O recurso faz parte do  convênio do Programa Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Territórios Rurais – PRONAT. O valor devolvido foi  R$ 276.374,58.

  • Compartilhe no Facebook

O prefeito, Wilamir Cavassini,  informou em coletiva que solicitou a prorrogação de vigência do convênio, o que não foi acatado pelo governo federal. A unidade de curtume foi construída em 2011 ao lado do Frigorífico de Peixes, às margens da SC-155. Conforme o governo municipal, a maioria dos equipamentos foi instalado, mas nunca entrou em funcionamento e a estrutura encontra-se danificada pelo tempo em desuso.

  • Compartilhe no Facebook

Explicou o prefeito que o projeto nunca foi efetivado por diversos problemas, principalmente como a origem da matéria-prima.

O Frigorifico de Peixes, inaugurado há dez anos, é outra obra construída  com recursos públicos do Governo Federal que encontra-se desativado há vários anos por conta de inúmeros problemas administrativos e de gestão.

  • Compartilhe no Facebook

A unidade era administrada pela Cooperativa de Produção, Comercialização e Industrialização (Coopeal), que  possui uma dívida de R$ 2 milhões em ações trabalhistas, fazendárias e de terceiros/fornecedores, além de estar com a matrícula do imóvel alienada a diversas ações judiciais. Cavassini relatou que busca junto com o Governo Federal e a Caixa Econômica Federal a reativação da  unidade. “ O objetivo é regularizar essas pendências para  uma possível venda ou um contrato de comodato com uma grande empresa com credibilidade para tocar esse empreendimento para trazer vários empregos”, afirmou.