O tornado que atingiu o Estado de Santa Catarina neste mês de agosto causou prejuízos superiores a R$ 50 milhões na área dos municípios. Os números foram levantados pela Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina).

Ao Departamento de Jornalismo da Rádio Club de Palmas, o diretor de extensão rural e pesqueira da Epagri, Humberto Bicca Neto, informou que o relatório levantou estragos em 1.119 estabelecimentos agropecuários em 22 municípios, concentrados no Planalto Sul, Planalto Norte, Meio Oeste e Litoral Norte Catarinense.

Segundo ele, o levantamento, que é realizado em parceria com as defesas civis municipais, busca contribuir com as ações públicas de apoio aos municípios e famílias rurais atingidas pelo fenômeno.

Um dos municípios mais atingidos foi Água Doce, onde as perdas somam, aproximadamente, R$ 2,5 milhões. Em todas as regiões afetadas ocorreram perdas em residências, galpões, estufas, máquinas e equipamentos. As culturas mais atingidas foram a banana, as palmáceas, a erva-mate, a maçã, a ameixa, a nectarina, o pêssego, o alho, a cebola, o fumo, o morango e hortaliças em geral. Na pecuária, houve morte de aves e suínos e perdas de leite e mel. Ouça no player abaixo: