Produtores rurais de Palmas estão aprimorando as técnicas para a produção de silagem a partir do milho. O objetivo é aumentar a qualidade do produto e o valor nutritivo do alimento aos bovinos.As orientações estão sendo repassadas pela Emater.

De acordo com o técnico, Lucas Fernando dos Santos, aumentou o número de interessados, principalmente, a partir do 1º Torneio de Silagem de Milho, em julho último. A iniciativa fez parte das ações do Projeto Leite Sudoeste.Na ocasião, 25 participantes apresentaram amostras de silagem que foram coletadas e enviadas a um laboratório especializado. O material foi julgado quanto à sua qualidade, levando-se em conta a composição nutricional, o processamento dos grãos de milho e o tamanho de partículas.

  • Compartilhe no Facebook

Os dados obtidos no torneio despertaram o interesse de muitos produtores de várias regiões foram  apresentado em trabalho científico na Reunião Técnica Sul-Brasileira de Pesquisa de Milho e Sorgo (Misosul 2019), em agosto.TRABALHO

Explicou que a ensilagem de milho é a principal alternativa que os criadores de gado têm encontrado para alimentar o rebanho. A cultivar apresenta um bom rendimento de matéria verde, tem alta qualidade de fermentação e um bom valor nutritivo. Orientou que é necessário aplicar corretamente as técnicas de produção e conservação, caso contrário, pode haver perdas em relação ao valor nutritivo, além de ocorrer o apodrecimento e até mesmo a produção de toxinas. Além disso é fundamental observar o momento mais propício para produção do processamento do alimento.

Ele reforça que a dedicação do produtor, desde o plantio até o consumo da silagem, faz com que o gado continue produzindo leite e carne, mesmo com pouco pasto. O resultado do empenho dos produtores de Palmas será avaliado no próximo ano no 2° Torneio de Silagem de Milho.( Fonte: Emater/AENpr)