A batata inglesa e a soja foram responsáveis por 58% do rendimento do setor agropecuário do município de Palmas, sul do Paraná, no ano de 2015. É o que mostra o relatório e gráficos do Valor Básico de Produção(VBP) divulgados pelo Departamento de Economia Rural(DERAL) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento(SEAB) do Paraná, calculado a partir da produção agrícola municipal e nos preços recebidos pelos produtores.

Do total de R$ 277,8 milhões, 36% foram gerados pela soja, o equivalente R$ 94,4 milhões. O município produziu 16,2 mil toneladas para semente e outras 99 mil toneladas para a indústria. Outros 22%(R$ 61,6 milhões) foram proporcionados pela produção de aproximadamente 42 mil toneladas de batatas, nas safras da seca e das águas.

O gráfico do Deral é composto ainda por uma fatia de 10% relativo à produção de madeira( toras de pinus) que movimentou R$ 32,6 milhões. A maçã, com o equivalente a 8% do VBP, gerou R$ 21,2 milhões, com uma produção de 11,8 mil toneladas. Os demais produtos da agricultura,  pecuária, silvicultura, extrativismo vegetal, olericultura, fruticultura, plantas aromáticas, medicinais e ornamentais e pesca, dentre outras atividades, contribuíram com um percentual de 21% do valor total.

O gráfico mostra que se fosse dividir o VBP do município pelo número de habitantes proporcionaria um valor R$ 6.479,34.