O debate em torno da suspensão da vacina contra a febre aftosa no Paraná ganha uma nova etapa. Após encerrar a campanha que está em andamento neste mês de maio, a aplicação da vacina deixa ser der obrigatória.

O estado vem debatendo o tema há anos e agora vai realizar encontros regionais com entidades e agricultores para esclarecer os pontos da nova medida e o impacto. Para isso, no dia 22 de maio, acontece na Sociedade Rural, em Pato Branco, o Fórum Regional “Paraná Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação”.

O evento envolve os 42 municípios do sudoeste. Recentemente representantes da SEAB (Secretaria da Agricultura e do Abastecimento) e ADAPAR (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) de Pato Branco estiveram em Chopinzinho para conversar com o Prefeito Álvaro Scolaro e o Secretário de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, Idevaldo Peretti. A proposta do diálogo foi de organizar um grupo do município para participar do evento.

Há poucos meses, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento entendeu que, após duas auditorias no serviço veterinário oficial do estado, o Paraná tem condições de suspender a vacinação e galgar o status de Livre Sem Vacinação. Entretanto, este processo gera algumas mudanças, principalmente no trânsito interestadual de animais de produção.

Foto e fonte: Assessoria de Comunicação.